Bomba de dragagem submersível da Damen DOP350 se depara com minas não detonadas no Mar do Norte

Published in category: Publications in Portuguese

Jos_Schoenmakers_Project_Leader_Engineering_Martens_en_Van_OordJos Schoenmakers
A contratada holandesa de engenharia
Martens en Van Oord

Uma bomba da dragagem submersível da Damen (DOP), desempenhou um importante papel no projeto que envolvia a remoção de minas não detonadas (Unexploded Ordnance – UXO) no Mar do Norte, instaladas desde a Segunda Guerra Mundial.

A contratada holandesa de engenharia, Martens en Van Oord recebeu a tarefa de construir duas barragens para proteger a costa de Cadzand, ao sudoeste dos Países Baixos, para permitir a construção de uma nova marina de luxo para iates, a ser desenvolvida entre as duas barragens.

Jos Schoenmakers, engenheiro-chefe do projeto pela Martens en Van Oord, explica por que a Damen DOP350, lado-a-lado com uma bomba Damen BP3530MD instalada a seco, com acionamento elétrico, provou ser a combinação ideal para o trabalho. “Era um projeto incomum, em que as barragens de 315m e 510m estavam sendo construídas em mar aberto, no próprio Mar do Norte, e o novo porto teria de ser desenvolvido entre elas, com 125 atracadouros para iates. Além dessas estruturas, a área tinha uma linha anti-invasão com UXOs da época da Segunda Guerra Mundial, de forma que precauções rigorosas de segurança eram imprescindíveis.”

Inicialmente, a Martens en Van Oord trabalhou com a REASeuro, uma empresa especializada no manuseio e remoção de explosivos, nas UXOs de 4,2 polegadas ou mais, e somente então, a empresa estaria liberada para dragar a região. Entretanto, restava ainda o problema das UXOs menores de 4,2 polegadas.

DOP350

A poderosa Damen DOP350 foi selecionada para o trabalho com UXOs e anexada a uma das escavadeiras da Martens en Van Oord instaladas em plataformas marítimas, uma Mantsinen 160R, e posicionou o Scheldeoord em uma plataforma flutuante multifuncional. A DOP350 bombeava o material do fundo, inclusive areia, cascalho e UXOs, e em seguida o material era encaminhado a uma instalação de peneiramento especial reforçada. O material superdimensionado era então transportado para uma balsa. Durante o transporte, o cascalho e os UXOs seguiam ao longo de uma correia transportadora magnetizada, que removia os UXOs.

Segundo Jos: “A bomba DOP submersa era uma grande vantagem para esse projeto, pois o DOP350 assegura um processo contínuo (em áreas com UXOs), ao contrário das dragas mecânicas.”

Ao mesmo tempo, uma bomba de recalque Damen BP3530MD instalada a seco, com acionamento elétrico, foi utilizada para bombear a areia peneirada por mais 400-600 metros, para ser espalhada nas praias das redondezas.

Duto de Alimentação Especial para Mineração

Para aumentar o rendimento da areia, foi instalado um duto de alimentação de areia personalizado com jatos de água em abundância. Esse duto de alimentação DOP foi projetado para mineração à concentração máxima, utilizando água sob pressão para fluidizar o material do fundo. “A cabeça de sucção, inteiramente desenvolvida na própria empresa, permitia uma melhor eliminação de sujeira, detritos, etc. e é bem mais fácil de se limpar.”

Além disto, a obra era em um ambiente de risco, com a presença de UXOs. Jos explica que placas e mantas de proteção contra UXOs foram utilizadas na plataforma flutuante para proteger os trabalhadores, e durante a produção, o convés da plataforma era evacuado, concentrando todos em um “escritório local”, equipado com janelas blindadas capazes de impedir a passagem de projéteis em caso de explosão. A cabine da escavadeira também era equipada com vidros blindados e proteção extra.

Depois de oito semanas de preparação, o projeto foi concluído em cinco meses e cerca de 250.000 m3 de material foi dragado no total.

A Damen 350 DOP também havia sido utilizada em um projeto anterior, envolvendo UXOs, segundo Jos. Martens en Van Oord implementou aqui a plataforma flutuante Roeroord, com uma escavadeira para ampliar e aprofundar o Rio Maas em Limburg, na Holanda.

Aumento de produção

Os UXOs foram peneirados por um rolo magnético, removidos e armazenados em contêineres subaquáticos. “Mais uma vez a bomba DOP permitiu a operação contínua. A DOP é fácil de usar com a lança da escavadeira, e muito flexível.

“Em última instância, queríamos gerar a produção máxima possível. Trabalhamos próximos à Damen para obtermos uma altíssima potência de bombeamento, a fim de maximizar o fluxo da mistura, e o engate utilizava o mínimo possível de energia. O transporte da areia também precisava ser o mais eficiente possível. Esse método com duas bombas foi a melhor solução.”

A Martens en Van Oord, instituída em 1986, e a Damen trabalharam em conjunto por quase 20 anos e a contratada holandesa conta com cerca de 15 bombas Damen em sua frota.